Vacinação contra a gripe no Riocentro conta com militares e agentes da Cruz Vermelha

Aplicação da vacina é feita no sistema drive thru, assim como em cinco postos do Detran espalhados pela cidade

Por O Dia

Rio - A Prefeitura do Rio iniciou, nesta quarta-feira, a vacinação contra a gripe no Riocentro, na Zona Oeste do Rio. A aplicação das doses no centro de convenções de Jacarepaguá é feita por 60 profissionais, 30 deles das Forças Armadas (27 do Exército e três da Marinha) e 30 voluntários da Cruz Vermelha. O posto funciona das 10h às 16h, mas neste primeiro dia foi aberto um pouco antes, pois havia uma fila de carros no local desde cedo. 
A aplicação das doses no Riocentro é feita no sistema drive thru, sem que a pessoa precise sair do carro para ser vacinada. É o mesmo adotado nos postos do Detran de Campo Grande, Ilha do Governador (Tubiacanga), Barra da Tijuca (Aerotown), Catete (Machado de Assis) e Tijuca (Haddock Lobo)
"Cada pessoa que vocês vacinarem ficará sem Influenza. Se ela tiver Influenza e for idosa, a família vai ficar em pânico porque vai achar que é corona, e vai entupir os hospitais, e aí a gente vai ter problemas. É muito importante o trabalho que vocês estão fazendo, e eu tenho certeza que ele vai ficar inscrito em letras de ouro e de maneira indelével na gratidão do povo carioca", afirmou Crivella, na cerimônia de apresentação dos 60 profissionais, ontem no Riocentro.
A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começou na segunda. Somente no primeiro dia, foram vacinadas 220 mil pessoas. A prefeitura afirma que mais 300 mil doses estão chegando às unidades de saúde do município para a continuação da campanha.
Apesar de o governo do estado adotar um calendário por faixa etária para evitar as superlotações vistas nos primeiros dias da vacinação, a prefeitura disse que não adotou a vacinação por idade. A aplicação nas unidades municipais segue, neste momento, voltada para pessoas com 60 anos ou mais e profissionais de saúde.
A previsão da Secretaria Municipal de Saúde para esta primeira etapa, que vai até 15 de abril, é vacinar 90% da população alvo da campanha, o que corresponde a pouco mais de 2 milhões de pessoas.