Em carta ao DIA, Rennan da Penha manda mensagem a fãs e agradece artistas

DJ agradeceu fãs e artistas, que chamou de 'pessoas nobres e humanas'. Ele cita Caetano Veloso, Paula Lavigne, Leandra Leal, Felipe Ret e Matue

Por Beatriz Perez e Rodrigo Teixeira

Rennan da Penha
Rennan da Penha -
Rio - O DJ Rennan da Penha, preso desde abril, mandou uma mensagem aos fãs e artistas que o apoiam em carta enviada ao Jornal O DIA nesta terça-feira. Um dos idealizadores do Baile da Gaiola, na Vila Cruzeiro, o representante do ritmo 150 BPM disse que as manifestações de carinho dos fãs o ajudam a 'superar o momento difícil que está passando'. 
Renan dos Santos, 26, está na penitenciária Bandeira Stampa, conhecida como Bangu 9, no Complexo de Gericinó. 
A defesa do DJ aguarda o julgamento do recurso de um pedido de habeas corpus no STF, negado monocraticamente pela ministra Rosa Weber, e marcado nesta terça-feira para o próximo dia 24. Na decisão de abril, a ministra justificou que a prisão não violava os princípios constitucionais, já que Rennan foi condenado em segunda instância. Agora, o HC será julgado por toda a Primeira Turma da Corte em julgamento virtual.
"A meus fãs, meu eterno carinho e agradecimento pelas postagens em todas as redes sociais. Cada postagem feita por você foi uma demonstração de amor, carinho e respeito por mim e minha família", escreveu.
Rennan também aproveitou para agradecer a artistas que chamou de 'pessoas nobres e humanas'. Ele cita Caetano Veloso, Paula Lavigne, Leandra Leal, Felipe Ret e Matue. O DJ acrescenta que além destes, recebeu apoio de muitos outros.
O DJ finaliza o texto deixando um abraço para os amigos de trabalho e um beijo para todos os fãs. 
Confira a carta na íntegra:
DJ Rennan da Penha encaminha carta com mensagem a fãs e artistas ao jornal O DIA - Arquivo O DIA
Rennan da Penha foi condenado pela 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio a seis anos e oito meses de prisão apontado como 'olheiro' e acusado de organizar o Baile da Gaiola, que acontecia no Complexo da Penha, para beneficiar a atividade criminosa.

O funkeiro já havia sido preso neste processo em 2016 e, em seguida, absolvido na primeira instância por falta de provas. O Ministério Público entrou com recurso e a sentença foi revertida no Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) no dia 20 de março.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Rennan da Penha Divulgação
DJ Rennan da Penha encaminha carta com mensagem a fãs e artistas ao jornal O DIA Arquivo O DIA

Comentários