André Longobardi promete acabar com o monopólio do transporte público em Macaé

Pré-candidato do Republicanos a prefeito disse que pretende extinguir cargos no alto escalão

Por José Eduardo Vieira

Macaé - O pré-candidato do Republicanos a prefeito de Macaé, André Longobardi, disse em live exclusiva do jornal O DIA, nesta quarta-feira (22), que pretende acabar o monopólio do transporte público em Macaé. De acordo com o empresário, de 45 anos, um nova licitação será realizada e que jamais permitirá exclusividade de serviço na cidade.

“Vamos fazer uma auditoria na Prefeitura em todos os contratos, com possibilidade de rescisão. É inadmissível uma cidade como Macaé ter um único modal de transporte. Este monopólio precisa acabar. Eu vislumbro uma nova licitação e jamais permitiremos exclusividade. A população precisa ter alternativa do serviço, ter opção. Também vamos implementar as vans e colocar em prática o VLT”, disse.

A entrevista foi conduzida pelo colunista político do DIA Sidney Rezende e pelo repórter José Eduardo Vieira.

Outros pontos foram desenvolvidos fortemente na entrevista, que contou com a participação de perguntas do público: a criação de subprefeitura nos bairros, a oportunidade de negócios e turismo e educação. André Longobardi afirmou que Macaé tem cargos do alto escalão que serão extintos, como os subsecretários municipais.

“A gente tem no plano de governo de criar as subprefeituras. Significa descentralizar a administração pública. Vamos dividir o município de Macaé em dez distritos agrupados em bairros com a mesma realidade social. Teremos um subprefeito em cada região e aproximar cada vez mais o poder público com a comunidade”, comentou André, acrescentando: “Vale ressaltar que não vamos criar cargos, e sim reduzir. Vamos enviar uma proposta para Câmara Municipal para extinguir os cargos de subsecretários, que são quase 20 no total e criar 10 cargos de subprefeitos.

Perguntado sobre o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de Macaé hoje que é abaixo dos 6,0 pontos desejáveis, André comentou quais investimentos julga necessários para melhorar a educação pública da cidade.

“Pretendemos implementar a Escola Militar em tempo integral, colocar na grade curricular atividades culturais e esportivas, qualificar os profissionais da educação e melhorar a infraestrutura das escolas”, comentou.

Comentários