Autor do livro em branco sobre Bolsonaro vai lançar nova obra sobre o presidente

Willyam Thums recebeu reclamações, mas avalia que a maioria encarou iniciativa de forma divertida

Por Chico Alves , Chico Alves

Livro com razões para respeitar e confiar em Bolsonaro tem apenas duas páginas escritas e 188 páginas em branco
Livro com razões para respeitar e confiar em Bolsonaro tem apenas duas páginas escritas e 188 páginas em branco -
Willyam Thums é autor do livro-sátira que nos últimos dias gerou discussão no site da Amazon. A obra “Por Que Bolsonaro Merece Respeito, Confiança & Dignidade?” atraiu o interesse de alguns clientes, que acabaram frustrados. Fizeram o pedido sem ler ou sem entender a sinopse apresentada pelo escritor, que avisou que o produto em questão "possui apenas 2 páginas escritas e 188 páginas em branco.” Como resultado, surgiram muitas reclamações na página da Amazon. A trolagem viralizou. Foi notícia na imprensa nacional e também publicada no site da BBC inglesa. Em entrevista à coluna BASE, ele avisa: vem mais por aí.

"Vou publicar um livro interativo sobre o presidente. Se chamará 100 'Razões para você amar Bolsonaro'", adianta Thums, um gaúcho de 30 anos que trabalha como professor de Literatura e Estudos Culturais na Georgetown University, nos Estados Unidos. "E em setembro lançarei um livro com 17 contos bolsomínicos, ou seja, 17 histórias sobre a transição brasileira para este terra cheia de surpresas".

O jovem professor diz que “Por Que Bolsonaro Merece Respeito, Confiança & Dignidade?” nasceu como protesto ao pouco apreço do governo pelos argumentos que são diferentes dos dele. "Surgiu da ideia de oferecer o silêncio como protesto já que parece não haver diálogo entre opiniões adversas às do presidente". Thums votou em Ciro Gomes na última eleição presidencial e considera o mandato de Bolsonaro "desastroso".

No fim das contas, o autor da sátira acredita que a iniciativa tingiu plenamente o objetivo traçado. Ele diz que o "livro" fez o maior sucesso. "A iniciativa foi abraçada por pessoas de todo o Brasil de forma muito divertida", avalia. Quanto às reclamações dos clientes, argumenta que, de acordo com as políticas da Amazon, os clientes tinham até 30 dias para devolver o produto.

Obviamente recebeu muitas críticas dos simpatizantes do presidente, mas preferiu não responder:"Muitas pessoas enviaram-me mensagens no Instagram dizendo cobras e lagartos. Mas viva a liberdade de expressão, né?! Pra eles também deixei meu silêncio".

Comentários