Damares recomenda trabalho virtual a profissionais do sexo durante quarentena

Cartilha lançada por ministério também recomenda a 'manifestação da fé' para combater o avanço da pandemia do coronavírus no país

Por O Dia

Ministra dos Direitos Humanos, Família e Mulheres, Damares Alves
Ministra dos Direitos Humanos, Família e Mulheres, Damares Alves -
Rio - O ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, lançou nesta quarta-feira uma cartilha de recomendações para a população LGBT durante a pandemia do coronavírus. 
Além de recomendações importantes, como o isolamento social e a busca por redes de apoio, a cartilha também trata de algumas questões que não possuem ligação com a população LGBT, como uma recomendação para que "trabalhadores autônomos" e "profissionais do sexo" façam seu serviço de maneira virtual. 
No final, a cartilha fala sobre "o que tem acontecido de bom no Brasil durante a pandemia do novo coronavírus", e recomenda cursos à distância, a prática de exercícios físicos com instrutores online e "cultos ecumênicos". Segundo a recomendação do ministério, a "manifestação da fé" pode ajudar a "combater a pandemia". 

Comentários